EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Simona Halep perde final de Cincinnati para Kiki Bertens

O troféu maior desta vez foi para a tenista menos cotada
O troféu maior desta vez foi para a tenista menos cotada Direitos de autor Aaron Doster-USA TODAY Sports
Direitos de autor Aaron Doster-USA TODAY Sports
De  Francisco Marques com WTA
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Número #1 do mundo começou melhor, mas a holandesa impôs-se num intenso "tie breaker" e no decidivo "set" para a maior conquista pessoal até à data

PUBLICIDADE

Kiki Bertens assegurou este fim de semana, em Cincinnati, o grande título da carreira até à data. 

A holandesa, de 26 anos e apenas dois meses mais nova que a rival nesta final, mostrou-se mais determinada e foi premiada com a primeira conquista num torneio de categoria "Premier 5" da associação feminina de ténis (WTA).

A conquista ganha ainda maior peso quando do outro lado da "quadra" estava apenas a número #1 do mundo, Simona Halep.

Depois de ter ganho em abril o torneio da categoria "Premier" do WTA (Open de Charleston, EUA) e de ter perdido em maio, no Open de Madrid, a primeira final da carreira na "Premier M" (a categoria mais importante abaixo dos "majors"/ "Grand Slams"), ambos em piso de terra batida, desta vez Bertens afirmou o seu jogo pela primeira agressivo em piso rápido.

A romena controlou o primeiro "set" e ficou perto do "match point" (o ponto de jogo) no segundo, mas a holandesa respondeu bem, levou a decisão para "tie break" e acabou por ser feliz.

No terceiro e decisivo "set", Kiki Bertens manteve a agressividade e Halep acabou derrotada (2-6, 7-6 (6) e 6-2).

O triunfo nestes Masters de Cincinnati, onde derrotou quatro tenistas do top-10 mundial, permitiu à holandesa ascender da 17.ª para a 13.ª posição do "ranking" mundial do WTA, ainda liderado por Halep.

"Foi um jogo muito difícil, mas depois de vencer aquele segundo 'set' percebi que tudo podia acontecer", afirmou a holandesa após a final, citada pela página oficial da WTA.

Bertens admitiu que logo na abertura do decisivo "set" se sentiu "morta (de cansaço)", mas numa réstia de esperança, conseguiu um derradeira esforço.

"Já tinha tido esta sensação em treinos. Sabia que era capaz de continuar. Era por um título e aí somos sempre capazes de ir buscar uma força extra e lutar por ele. Foi o que fiz", assumiu a nova campeã de Cincinnati.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Entrevista a Simona Halep: "Foi o pior ano da minha minha vida desportiva"

Halep eliminada do Open do EUA

Carlos Alcaraz vence Roland Garros e conquista pela terceira vez um torneio do Grand Slam