Última hora
This content is not available in your region

Diciotti atracou em Catânia mas os migrantes não podem sair do navio

euronews_icons_loading
Diciotti atracou em Catânia mas os migrantes não podem sair do navio
Tamanho do texto Aa Aa

Depois de cinco dias à espera no Mar Mediterrâneo, o Diciotti teve luz verde para atracar no porto siciliano de Catânia. No entanto, nenhum dos 177 migrantes a bordo pode sair. Estão à espera da autorização do ministro italiano da Administração Interna.

No navio da guarda costeira italiana estão 28 menores sem família. A porta-voz da organização humanitária “Save the Children” pede uma solução urgente.

"Não é possível que as pessoas se tornem reféns. É uma situação que deve ser resolvida a nível europeu mas há pessoas a bordo, há pessoas muito vulneráveis, que fizeram uma viagem muito difícil e estiverem em prisões líbias. Foram torturados e sofreram todo tipo de violência”.

O ministro Matteo Salvini espera um acordo europeu sobre a distribuição dos migrantes a bordo do Diciotti. Esta segunda-feira, a Comissão Europeia garantiu que está a trabalhar numa solução para distribuir os migrantes por parceiros italianos dentro do bloco europeu.