Última hora

Última hora

Recorde de produção de soja ameaça savana tropical do Cerrado

Recorde de produção de soja ameaça savana tropical do Cerrado
Tamanho do texto Aa Aa

Primeiro exportador mundial de soja, o Brasil prepara-se para bater um novo recorde de produção. Segundo a agência Reuters, os produtores brasileiros de soja deverão semear, entre 2018 e 2019, uma superfície superior a 36 milhões de hectares.

Uma indicação de um negócio que vai de "vento em popa" para a economia brasileira, mas que esconde um importante custo para um dos principais ecossistemas do país.

Savana tropical ameaçada

O Cerrado, uma vasta região de savana tropical que ocupa quase um quarto do território do Brasil e acolhe 5% das espécies do planeta, perdeu 105.000 quilómetros quadrados de superfície nativa desde 2008, uma área superior a Portugal.

Uma deflorestação 50% superior à observada na última década na Amazónia, três vezes maior que o Cerrado. Tomando assim em consideração o tamanho relativo, o Cerrado está a desaparecer a uma velocidade quatro vezes superior.

A capacidade do Brasil de continuar a oferecer terras agrícolas a baixo custo dá-lhe uma vantagem face aos rivais e cimenta a posição do país como fornecedor das mesas de todo o mundo, mas a que custo para o meio ambiente?