EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Reino Unido: reações aos planos de Chequers

Reino Unido: reações aos planos de Chequers
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Boris Johnson afirma que o acordo é um desastre e David Davies adverte contra os riscos.

PUBLICIDADE

A primeira-ministra britânica regressou da sua digressão de intuito comercial por países africanos mas em casa não a esperam boas notícias.

De regresso para mais uma sessão parlamentar de duas semanas, Boris Johnson afirmou no domingo num dos principais tabloides que o acordo de Chequers é um "colete-suicida," um desastre e uma humilhação, que concede a vitória à União Europeia.

Theresa May afirmou no dia anterior no mesmo jornal que não vai desistir dos seus planos para o brexit nem na União Europeia nem em casa e que não haverá um segundo referendo. A primeira-ministra está ciente da importância do dito plano para o seu governo e tinha afirmado anteriormente que não haveriam eleições antecipadas.

Se o impasse persistir nos próximos meses, um referendo ou mesmo eleições antecipadas poderão tornar-se a única solução.

Entretanto, David Davis, que também se demitiu do governo devido aos planos de Chequers, afirmou:

"Seria estranho demitir-me e depois votar nos planos. Na minha opinião, a proposta de brexit, e sublinho que se trata de uma proposta e não de um acordo, é pior ou quase pior do que ficar. O Reino Unido ficaria debaixo da jurisdição da União Europeia no que diz respeito a bens manufacturados e agro-alimentares, o que seria uma grave concessão. A União Europeia ditaria o nosso futuro, sem termos qualquer voz nesse futuro."

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

William apareceu sem Kate na "Garden Party" de verão do Palácio de Buckingham

Jovem de 13 anos morre após ataque com espada em Londres

Sunak anuncia: voos de deportação do Reino Unido para o Ruanda devem começar dentro de poucos meses