Última hora

Última hora

Regresso do tufão "Jebi" coloca Japão em alerta

Em leitura:

Regresso do tufão "Jebi" coloca Japão em alerta

Depois de ter atingido Shikoku, o tufão está agora a percorrer Honshu
@ Copyright :
Kyodo/via REUTERS
Tamanho do texto Aa Aa

O mais forte tufão a atingir o Japão nos últimos 25 anos está de regresso ao país.

A agência NHK dá conta de que após ter atingido primeiro a ilha de Shikoku pelo meio-dia (04:00 da manhã em Lisboa), o tufão "Jebi" está agora a percorrer Honshu, a principal ilha nipónica, tendo entrado às 14 horas (06:00, em Lisboa ) pela zona de Kobe.

Em rota para norte, o "Jebi" está a motivar alertas de evacuação, por exemplo na cidade de Kobe e também na província de Osaka.

Os transportes públicos foram afetados e o comboio ultrarrápido Nozomi foi mesmo suspenso entre Tóquio e Osaka e entre Osaka e Hiroshima.

Outras ligações ferroviárias nas regiões de Kyoto, Osaka e Kobe também foram suspensas.

Um cargueiro ancorado em Osaka foi atirado pela ondulação contra a ponte que liga à cidade Izumisano o aeroporto de Kinsai, construído numa ilha artificial. O barco estava vazio e não há vítimas registadas.

A ponte ficou danificada, informou a guarda costeira local.

TWITTER/ @R10N_SR/via REUTERS
Barcos afetados pelo "Jebi" num canal junto a NishinomiyaTWITTER/ @R10N_SR/via REUTERS

Há receio que as fortes chuvas, as ondas altas e o vento, com rajadas de 200 km/hora, possam provocar também deslizamentos de terras e inundações.

As previsões apontam para que o mau tempo se mantenha até pelo menos ao meio-dia de quarta-feira.

Mais de 700 voos internos previstos para esta terça-feira foram cancelados, sobretudo na região oeste do Japão. Uma inundação pbrigou mesmo a encerrar o aeroporto internacional de Kansai, em Osaka, e o parque de diversões dos Estúdios Universal Japão, nas proximidades.