Pedidos de asilo disparam em Chipre

Pedidos de asilo disparam em Chipre
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Refugiados procuram novas regras. Nicósia já pediu ajuda a Bruxelas

PUBLICIDADE

Nos primeiros quatro dias de setembro, mais de 140 refugiados, entraram irregularmente em Chipre. Um aumento sinalizado pelas autoridades locais e que sublinha a tendência do ano.

Nos primeiros 8 meses de 2018, Chipre recebeu mais de 4 mil pedidos de asilo. Mais 55 por cento que no mesmo período do ano passado.

O governo de Nicósia pediu já apoio à União Europeia e apertou a malha para a entrada de refugiados no país.

George Tzogopoulos, investigador do Centro Internacional de Formação Europeia, explica que "os refugiados que chegam do Médio Oriente estão sempre à procura de melhores condições de vida e, neste momento, é difícil chegarem à Grécia através da Turquia. Procuram rotas alternativas e Chipre é uma dessas rotas."

Chipre está apenas a 160 quilómetros da Síria, mas só este ano sentiu a pressão migratória.

Itália e Grécia impuseram novas regras e restringiram a entrada de migrantes o que originou novas rotas para entrada na Europa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Migração: PE quer travar criminalização de voluntários

Violência e vandalismo contra imigrantes no Chipre

Soldados da missão de paz da ONU agredidos em Chipre