Última hora

Última hora

Comparação entre nazismo e socialismo aquece ambiente em Estrasburgo

Em leitura:

Comparação entre nazismo e socialismo aquece ambiente em Estrasburgo

Comparação entre nazismo e socialismo aquece ambiente em Estrasburgo
Tamanho do texto Aa Aa

O ambiente aqueceu esta quarta-feira no parlamento europeu. O que começou por ser uma discussão sobre o crescimento da extrema-direita e a ameaça para a União Europeia rapidamente descambou numa troca de mimos entre bancadas parlamentares.

O caldo entornou depois do conservador britânico, Syed Kamall, ter afirmado que os nazis não passavam de um ramo do socialismo. O eurodeputado pediu desculpa pela comparação mas o mal estava feito.

Antonio Tajani também tentou colocar água na fervura referindo que ninguém tinha nostalgia das ditaduras nazi ou soviética, acrescentando que felizmente esses sistemas políticos tinham sido erradicados graças à União Europeia.

Uma afirmação que deu origem a alguns risos no hemiciclo, situação que deixou o italiano furioso:

"Não é caso para rir. O riso abunda na boca dos tolos!"

Na origem dos risos, Nigel Farage. O britânico não perdeu tempo a esclarecer a sua posição:

"A afirmação de que a União Europeia foi responsável pela queda do nazismo e do comunismo soviético, não só é uma piada, como é indelicada e altamente insultuosa para os Estados Unidos."

Farage não ficou sem resposta. De acordo com Tajani, sem a União Europeia não teriam sido possíveis os 70 anos de paz na Europa.