Última hora

Piketty lança manifesto "para uma Europa mais justa"

Piketty lança manifesto "para uma Europa mais justa"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Thomas Piketty lançou um "plano para uma Europa mais justa" que visa combater o populismo de direita.

"Depois do Brexit e da eleição de governos antieuropeus à frente de vários países, não é possível continuar como antes"

Manifesto liderado por Thomas Piketty Economista francês

O economista francês lidera um grupo que assinou um manifesto onde se anuncia a intenção de criar uma Assembleia Europeia, com um orçamento anual de 800 mil milhões de euros.

As prioridades são a desigualdade económica, as alterações climáticas e a migração.

"Depois do Brexit e da eleição de governos antieuropeus à frente de vários países, não é mais possível continuar como antes", escreve-se no documento.

O plano foi elaborado por dezenas de economistas, historiadores e ex-políticos, de vários países.

O grupo de signatários é formado por mais de 120 intelectuais, investigadores e políticos, incluindo o historiador francês Pierre Rosanvallon, o deputado alemão Fabio De Masi, o ex-primeiro-ministro italiano Massimo d'Alema ou o cientista político francês Frédérique Matonti.

O manifesto foi publicado em vários meios da imprensa europeia: The Guardian, Le Monde, Der Spiegel, La Vanguardia, Gazeta Wyborcza, La Repubblica e Politiken.

Thomas Piketty tornou-se mundialmente famoso com o seu livro "O Capital no século XXI" (2013).

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.