EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Piketty lança manifesto "para uma Europa mais justa"

Piketty lança manifesto "para uma Europa mais justa"
Direitos de autor 
De  Isabel Marques da Silva
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Thomas Piketty lançou um "plano para uma Europa mais justa" que visa combater o populismo de direita. O economista francês lidera um grupo que assinou um manifesto onde se anuncia a intenção de criar uma Assembleia Europeia, com um orçamento anual de 800 mil milhões de euros.

PUBLICIDADE

Thomas Piketty lançou um "plano para uma Europa mais justa" que visa combater o populismo de direita.

O economista francês lidera um grupo que assinou um manifesto onde se anuncia a intenção de criar uma Assembleia Europeia, com um orçamento anual de 800 mil milhões de euros.

As prioridades são a desigualdade económica, as alterações climáticas e a migração.

"Depois do Brexit e da eleição de governos antieuropeus à frente de vários países, não é mais possível continuar como antes", escreve-se no documento.

O plano foi elaborado por dezenas de economistas, historiadores e ex-políticos, de vários países.

O grupo de signatários é formado por mais de 120 intelectuais, investigadores e políticos, incluindo o historiador francês Pierre Rosanvallon, o deputado alemão Fabio De Masi, o ex-primeiro-ministro italiano Massimo d'Alema ou o cientista político francês Frédérique Matonti.

O manifesto foi publicado em vários meios da imprensa europeia: The Guardian, Le Monde, Der Spiegel,  La Vanguardia,  Gazeta Wyborcza,  La Repubblica e Politiken.

Thomas Piketty tornou-se mundialmente famoso com o seu livro "O Capital no século XXI" (2013).

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Breves de Bruxelas": sucessora de Merkel, antissemitismo, manifesto e Rússia

Marcelo alerta contra populismo

Thomas Piketty: O reconhecimento mundial da esquerda económica europeia