Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Ucrânia corta laços religiosos com a Rússia

Ucrânia corta laços religiosos com a Rússia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um conselho Ortodoxo aprovou a criação de uma Igreja independente de Moscovo e elegeu o seu líder. Uma decisão histórica que afasta, mais ainda, a Ucrânia da Rússia. Milhares de pessoas reuniram-se, este sábado, frente a uma catedral em Kiev enquanto aguardavam esta decisão.

Este "conselho de reunificação" encontrou-se, à porta fechada, para a criação de uma Igreja ucraniana independente e eleger o seu primado. Uma nova igreja composta por duas formações ortodoxas dissidentes, o Patriarcado de Kiev, proclamado em 1992 e que tem o maior número de fiéis, e a pequena Igreja Autocéfala.

Em outubro, numa decisão histórica, o Patriarcado de Constantinopla, figura máxima, em termos de autoridade, no mundo ortodoxo, deu permissão à Ucrânia para ter a sua própria igreja, depois de 332 anos de tutela espiritual russa. Decisão que levou a Igreja russa a cortar os seus laços com Constantinopla.