Última hora

Indústria critica nova meta para reduzir as emissões dos automóveis

Indústria critica nova meta para reduzir as emissões dos automóveis
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia avançou, terça-feira, com novos planos para diminuir as emissões de dióxido de carbono dos automóveis em 37,5% até 2030.

Os governos dos Estados-membros e o Parlamento Europeu fecharam o acordo para ajudar o bloco a cumprir os compromissos sob o acordo climático de Paris, mas a indústria automóvel considera que as metas são irrealistas.

A Associação Europeia dos Fabricantes de Automóveis (ACEA, na sigla em Inglês) denunciou os objetivos "totalmente irrealistas em comparação com a situação atual", e falou de um "efeito devastador" sobre o emprego no sector (13,3 milhões de pessoas na União Europeia) .

"A indústria lamenta que essa meta para 2030 responda puramente a motivos políticos, sem levar em conta as realidades tecnológicas e socioeconómicas", disse aACEA, em comunicado.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.