A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

"Breves de Bruxelas": Cibercrime, energia, plásticos e Soros

"Breves de Bruxelas": Cibercrime, energia, plásticos e Soros
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Piratas informáticos chineses serão, alegadamente, os autores de um ataque cibernético para obter comunicações de diplomatas da União Europeia, segundo revelou, quarta-feira, o jornal norte-americano The New York Times.

Este é o tema de abertura do programa "Breves de Bruxelas", que passa em revista a atualidade europeia diária. Em destaque estão, também, as seguintes notícias:

  • Os legisladores da União Europeia chegaram a um acordo sobre uma proposta de reforma das regras do mercado de eletricidade. A data limite para os subsídios ao carvão será de 2025, mas há uma cláusula especial para a Polónia, cuja economia nacional é muito dependente desta fonte energética.
  • A partir de 2021, a União Europeia deixará de comercializar uma dúzia de produtos de plástico que representam 70% dos resíduos nos oceanos e praias. Pratos, talheres, palhinhas, bastões de balões e de cotonetes em plástico serão proibidos após a entrada em vigor da diretiva que foi alvo de consenso, quarta-feira, entre negociadores da Comissão, Conselho e Parlamento europeus.
  • O jornal de negócios britânico Financial Times nomeou George Soros como a pessoa do ano 2018. O multimilionário e filantropo de origem húngara "tornou-se um porta-estandarte da democracia liberal, um conceito cercado pelos populistas", escreveu o jornal.