Última hora

Última hora

Memorandos de diplomatas da UE foram pirateados

Memorandos de diplomatas da UE foram pirateados
@ Copyright :
رويترز
Tamanho do texto Aa Aa

Piratas informáticos chineses serão, alegadamente, os autores de um ataque cibernético para obter comunicações de diplomatas da União Europeia, segundo revelou, quarta-feira, o jornal norte-americano The New York Times.

Atualizamos os nossos sistemas de comunicação para responder às ameaças

Valdis Dombrovskis Vice-presidente, Comissão Europeia

Mais de mil memorandos foram roubados através de um sistema informático no Chipre. A fonte do jornal é uma empresa de segurança norte-americana chamada Area 1.

Um vice-presidente da ´Comissão Europeia, Valdis Dombrovskis, disse que já foi aberta uma investigação: "É claro que levamos a sério qualquer relato sobre uma alegada invasão nos sistemas de comunicação da União Europeia, mas, não podemos fazer comentários sobre fugas de informação. O que está claro é que nenhum país está imune a este tipo de ataque. Todos os sistemas de comunicação possuem vulnerabilidades. Por isso, estamos constantemente focados nesse desafio, atualizando os nossos sistemas de comunicação para responder às ameaças".

Os memorandos abordavam impressões dos diplomatas sobre temas tais como as lideranças norte-americana, chinesa, russa e iraniana.

De acordo com a Area 1, a técnica usada pelos piratas durante um período de três anos assemelha-se à de uma unidade de elite do exército chinês, informa o The New York Times.