A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Holanda acusa Rússia de tentativa de ataque cibernético

Holanda acusa Rússia de tentativa de ataque cibernético
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades holandesas desmantelaram uma tentativa de ataque cibernético à Organização para a Proibição de Armas Químicas. O anúncio foi feito pela ministra da Defesa, Ank Bijleveld, que acusou a Rússia de estar por trás do ataque para tentar minar as democracias ocidentais.

O caso só agora foi tornado público mas remonta já a abril, quando quatro agentes dos serviços secretos russos foram apanhados em flagrante com equipamento de espionagem junto à sede da organização, em Haia. Os cidadãos em questão foram detidos a 13 de abril e expulsos do país, tendo regressado à Rússia.

A Organização para a Proibição de Armas Químicas procurava então identificar a substância usada no ataque a Sergei Skripal, assim como o químico utilizado pelas forças de Bashar al-Assad, aliadas da Rússia, no ataque a Gouma, na Síria.