EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Holanda acusa Rússia de tentativa de ataque cibernético

Holanda acusa Rússia de tentativa de ataque cibernético
Direitos de autor 
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Ataque à sede da Organização para a Proibição de Armas Químicas, em Haia, foi desmantelado pelas autoridades holandesas

PUBLICIDADE

As autoridades holandesas desmantelaram uma tentativa de ataque cibernético à Organização para a Proibição de Armas Químicas. O anúncio foi feito pela ministra da Defesa, Ank Bijleveld, que acusou a Rússia de estar por trás do ataque para tentar minar as democracias ocidentais.

O caso só agora foi tornado público mas remonta já a abril, quando quatro agentes dos serviços secretos russos foram apanhados em flagrante com equipamento de espionagem junto à sede da organização, em Haia. Os cidadãos em questão foram detidos a 13 de abril e expulsos do país, tendo regressado à Rússia.

A Organização para a Proibição de Armas Químicas procurava então identificar a substância usada no ataque a Sergei Skripal, assim como o químico utilizado pelas forças de Bashar al-Assad, aliadas da Rússia, no ataque a Gouma, na Síria.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Memorandos de diplomatas da UE foram pirateados

Rússia rejeita acusações de ciberataques

Estados Unidos acusam russos de ciberataques