Última hora

Última hora

Matteo Salvini: "Segunda-feira histórica para a Itália"

Matteo Salvini: "Segunda-feira histórica para a Itália"
Tamanho do texto Aa Aa

Depois de quase 40 anos em fuga, Cesare Battisti voltou a Itália.

O antigo ativista de extrema-esquerda condenado por quatro assassinatos vai cumprir pena de prisão perpétua, em Oristano, na região da Sardenha.

Giuseppe Conte, primeiro-ministro italiano, sublinhou a importância desta detenção:

“Este é um grande resultado não apenas para a justiça italiana mas para as famílias das vítimas. Para nós é uma obrigação garantir que Battisti vai cumprir a sua pena”.

O ministro da justiça, Alfonso Bonafede, explicou a importância de garantir todas as condições de segurança na prisão:

"Cesare Battisti foi entregue à patrulha da polícia penitenciária que, ao contrário do que estava previsto, não o levará para a prisão de Rebibbia mas para Oristano. Fizemos uma avaliação sobre as condições particulares de segurança que estão em causa e sobre a melhor forma dessa segurança ser garantida”.

Numa conferência de imprensa na pista do aeroporto, Matteo Salvini, ministro do interior, falou de uma “segunda-feira histórica para a Itália e para os italianos”:

“Esperamos que a sentença de prisão de Battisti não seja a última quando se trata de terroristas que precisam de cumprir as suas sentenças em Itália. Estamos a trabalhar noutros casos e em alguns deles já temos um feedback positivo, mas obviamente não vou mencionar nomes ou lugares”.