Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

"Acordo de Saída não é renegociável" garante Conselho Europeu

"Acordo de Saída não é renegociável" garante Conselho Europeu
Direitos de autor
REUTERS/Wolfgang Rattay
Tamanho do texto Aa Aa

A reação da União Europeia à votação no parlamento britânico foi imediata e não vai ao encontro do que Theresa May queria ouvir de Bruxelas. "O backstop faz parte do Acordo de Saída e o Acordo de Saída não é renegociável", garantiu o porta-voz do presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk.

Fica assim claro que o bloco não está disponível para ceder. O Conselho Europeu quer que "o Governo britânico clarifique as suas intenções no que diz respeito aos próximos passos o mais rapidamente possível.”

Também o presidente francês, mesmo antes da votação na Câmara dos Comuns, mostrou-se irredutivel e afirmou que "tal como o Conselho Europeu indicou, claramente, este acordo de saída negociado entre a União Europeia e o Reino Unido é o melhor acordo possível, por isso, não é renegociável.

Perante este panorama, o governo irlandês, um dos mais implicados neste divórcio já garantiu que vai continuar a preparar-se para o dia da saída, mesmo para o cenário de uma saída sem acordo.