A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Woody Allen processa Amazon e pede indemnização milionária

Woody Allen processa Amazon e pede indemnização milionária
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Woody Allen quer que a Amazon Studios pague uma indemnização de mais de 50 milhões de euros. O realizador processou a unidade de filmes e séries do gigante tecnológico por causa da recusa em distribuir o filme já concluído "A Rainy Day in New York" e da decisão de abandonar um acordo de produção e distribuição de quatro películas.

Allen alega quebra do contrato sem "fundamento para a rescisão." Do processo consta que "a Amazon tem tentado justificar a ação referindo-se a uma infundada alegação de 25 anos contra Allen, mas essa alegação já era bem conhecida da empresa antes da contratação."

O filme "A Rainy Day in New York" aborda relação amorosa controversa entre adulto e jovem de 15 anos.

Em 1992 tornou-se público que, enquanto ainda estava numa relação com Mia Farrow, o realizador começou a ter um caso com a filha adotiva Soon-Yi Previn. Woody Allen tinha 56 anos e a jovem 21.

Na década de 90 o realizador foi acusado de abusar sexualmente de Dylan Farrow, filha adotiva de Woody Allen e da atriz Mia Farrow. As acusações ganharam nova força com o movimento #MeToo, que começou no final de 2017. Vários atores e atrizes têm-se mostrado arrependidos de integrar o elenco de filmes de Woody Allen.