EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Airbus justifica fim do A380 com fraca procura comercial

Airbus justifica fim do A380 com fraca procura comercial
Direitos de autor 
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Diretor financeiro da empresa garante à euronews que estão à procura de soluções para os 3500 trabalhadores afetados

PUBLICIDADE

A Airbus descreveu a decisão de colocar um ponto final à produção do A380 como "dolorosa." Afinal de contas, marca o fracasso de um modelo que era suposto rivalizar com o 747, icónico modelo da Boeing que celebra este mês 50 anos de produção. Para o diretor financeiro, Harald Wilhelm, a construtora europeia não tinha outro caminho a seguir:

"A Emirates decidiu rever a planificação para a frota e como pode ver, decidiu apostar nos A330 e A350. Isso quer dizer que em termos comerciais, a procura não é suficiente para continuarmos a produzir o modelo."

A decisão afeta 3500 trabalhadores na Europa. Os sindicatos pedem garantias de que os postos de trabalho não serão suprimidos e a Airbus procura soluções. De acordo com Wilhelm, a empresa está a estudar a deslocalização das pessoas que trabalham no A380 para outras empresas do grupo.

Apesar da decisão dolorosa, a Airbus tem motivos para sorrir. Afinal de contas, no último trimestre teve lucros superiores a três mil milhões de euros, mais 56% quem em igual período do ano passado.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Air France e Airbus no banco dos réus por desastre do voo Rio-Paris