Última hora

Última hora

Linha de alta velocidade entre França e Itália em risco

Linha de alta velocidade entre França e Itália em risco
Tamanho do texto Aa Aa

O projeto da linha de alta velocidade entre Itália e França está em risco.

Caso não sejam recebidas propostas até ao final de março, os dois países poderão perder até 300 milhões de euros de financiamento proveniente de fundos europeus.

A linha de alta velocidade liga as cidades de Turim em Itália com Lyon em França.

Há meses que o projeto se encontra suspenso e no centro de um conflito entre os dois partidos que partilham o governo. Luigi di Maio do Movimento Cinco Estrelas e vice-presidente italiano opõe-se ao projeto ao mesmo tempo que Matteo Salvini da Lega é a favor.

Esta sexta-feira, Matteo Salvini, que é igualmente ministro do Interior, negou que o projeto estivesso suspenso afirmando que está a ser repensado com vista à sua conclusão.

O custo total está estimado em 8,6 mil milhões de euros, 40% dos quais provenientes da União Europeia, os resto é partilhado entre a Itália (35%) e a França (25%).

Na quinta-feira, o ministro italiano dos transportes, Danilo Toninelli, comunicou que seria anunciada uma solução no máximo dentro de duas semanas.

Na quinta-feira, o parlamento italiano aprovou uma moção que obriga o governo a "rediscutir na totalidade" o projeto da linha ferroviária de alta velocidade entre Turim e Lyon.

O governador do Piedmonte, Sergio Chiamparino, apelou à realização de uma "consulta popular" ou referendo sobre completar ou não o projeto.