Última hora

Última hora

Romenos protestam contra mudanças no sistema judicial

Romenos protestam contra mudanças no sistema judicial
Tamanho do texto Aa Aa

O frio não demoveu milhares de romenos que saíram às ruas de várias cidades do país em protesto contra um decreto do Governo que limita os poderes da Procuradoria e da cúpula judicial.

Este domingo, centenas de pessoas concentraram-se na Praça da Vitória, em Bucareste. Munidos de cartazes, alguns manifestantes disseram lutar pela justiça, não pela corrupção. Paralisaram o trânsito e fizeram-se ouvir de forma ruidosa em nome da retirada do polémico decreto, aprovado sem debate público.

Exigiram igualmente a demissão do ministro da justiça, Tudorel Toader. O Partido Social Democrata, no poder, e o respetivo líder, Liviu Dragnea, também foram visados.

Os manifestantes suspeitam que o decreto pretende, na prática, limitar os poderes da Procuradoria para evitar que vários políticos sejam julgados por escândalos de corrupção.

Os magistrados recusaram um convite para encontrar a primeira-ministra, Viorica Dăncilă, e discutir o decreto. Alegam que "a independência do poder judicial não é negociável" e que "qualquer diálogo para a aprovação do decreto deveria ter-se iniciado antes da decisão, não depois." Defendem, por isso, a revogação por completo.