A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Argelinos voltam a sair às ruas

Argelinos voltam a sair às ruas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Mais um dia de protestos na Argélia contra o presidente. A promessa de Abdelaziz Bouteflika de que se ganhasse as eleições de abril, não levaria o mandato até ao fim não serviu para acalmar os argelinos. Dezenas de milhares de pessoas voltaram a sair às ruas, esta terça-feira, na capital e noutras cidades do país. Apesar de o chefe do Exército ter avisado que não permitiria problemas de segurança.

"Isto dura há 25 anos e agora é todo o povo que se revolta: estudantes, todo o tipo de pessoas. Já chega", diz um jovem manifestante.

Bouteflika está no poder há 20 anos, mas não fala em público desde que sofreu um acidente vascular cerebral em 2013. Apesar disso, candidatou-se às próximas eleições. O diretor de campanha apresentou a candidatura, já que Bouteflika estará internado numa clínica suíça.