Última hora

Última hora

Confrontos prosseguem nos arredores da capital líbia

Confrontos prosseguem nos arredores da capital líbia
Direitos de autor
Reuters
Tamanho do texto Aa Aa

Os confrontos entre forças leais ao autoproclamado Exército Nacional da Líbia (ENL) e ao Governo de Acordo Nacional (GAN), reconhecido internacionalmente, prosseguem nos arredores de Trípoli.

Esta quinta-feira registaram-se bombardeios nas zonas de Ain Zara e Wadi Al-Rabie que se traduziram em várias baixas de ambos os lados.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), os combates nos subúrbios da capital líbia provocaram pelo menos 56 mortos e 266 feridos nos últimos seis dias.

O secretário-geral da ONU já se disse "profundamente preocupado."

"Ainda é tempo de parar. Ainda há tempo para um cessar-fogo, para terminar as hostilidades e evitar o pior, que seria uma batalha dramática e sangrenta por Trípoli", lembrou António Guterres durante uma conferência de imprensa na sede das Nações Unidas, depois de uma passagem pela Líbia.

Na terça-feira, a agência das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) colocou a salvo mais de 150 refugiados que se encontravam no centro de detenção de Ain Zara, no sul de Trípoli.