A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

À conversa com a candidata à Comissão Europeia Ska Keller

À conversa com a candidata à Comissão Europeia Ska Keller
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A corrida para a Presidência da Comissão Europeia já começou e a Euronews apresenta-lhe os candidatos através de uma série de emissões especiais. Nesta edição de "Raw Politics" falamos com Ska Keller, do Grupo dos Verdes/Aliança Livre Europeia.

Consciente dos protestos crescentes por causa das alterações climáticas, a eurodeputada alemã sublinha que a questão está no topo da agenda, onde pertence: "A questão climática está totalmente relacionada com a questão social. Os mais pobres são os que mais sofrem com as alterações climáticas e paralelamente são os que contribuem com menos emissões de CO2. O que precisamos fazer é assegurar que os maiores poluidores pagam mais. Estamos a falar de empresas e de pessoas ricas."

Tesa Arcilla, Euronews - É essa a sua resposta a acusações de que uma política ambiental agressiva prejudica, na verdade, os trabalhadores?

Ska Keller, candidata Grupo dos Verdes / Aliança Livre Europeia - É engraçado chamar-lhe política climática agressiva. Estamos a tentar salvar o planeta, a tentar assegurar que as gerações mais novas terão um planeta habitável para viver."

A migração também dominou a conversa. Trata-se de um tema que expôs fraturas profundas no seio da União Europeia.

"Não posso aceitar que em 2019 vivamos numa União Europeia e paralelamente haja pessoas que se estão a afogar no mar Mediterrâneo. Sabemos onde estão, como é que se estão a afogar e não ajudamos. Até estamos a impedir as pessoas que querem ajudar e isto é algo que não quero ver na União Europeia", acrescentou Keller.

Darren McCaffrey, Euronews - Limites nos números? Sim ou Não?"

Ska Keller, candidata Grupo dos Verdes / Aliança Livre Europeia - Quais números?

Darren McCaffrey, Euronews - O número de refugiados e migrantes que chegam à Europa.

Ska Keller, candidata Grupo dos Verdes / Aliança Livre Europeia - Se alguém precisa de ajuda não podemos simplesmente dizer: É a 1001 pessoa por isso não vamos levá-la. Não se pode colocar um limite nos refugiados.

A eurodeputada alemã também criticou o acordo em matéria de migração entre a União Europeia e a Turquia. E a propósito do próximo presidente da Comissão Europeia, lembrou: "Nunca tivemos uma presidente da Comissão Europeia e penso que já é hora. Também é altura de ter uma Comissão igualitária no conjunto."

Ska Keller foi a primeira candidata a sentar-se no sofá do "Raw Politics." Nos próximos dias ficaremos a par do que os outros candidatos pensam.

Emissões especiais no Euronews World já agendadas com os candidatos à Presidência da Comissão Europeia:

Ska Keller - Grupo dos Verdes / Aliança Livre Europeia, 25 de abril às 18h (hora de Lisboa)

Frans Timmermans - Partido Socialista Europeu, 26 de abril, às 16h (hora de Lisboa)

Violeta Tomić - Esquerda Europeia, 30 de abril, (hora por confirmar)

Guy Verhofstadt - Aliança dos Democratas e Liberais, 13 de maio, às 15h (hora de Lisboa)

Jan Zahradil - Aliança dos Conservadores e Reformistas, 14 de maio, às 20h (hora de Lisboa)