A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

EUA e China sem acordo comercial

EUA e China sem acordo comercial
Direitos de autor
REUTERS/Leah Millis
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Estados Unidos e China terminam ronda de negociações sem acordo comercial. A avaliar pelas declarações finais, as delegações dos dois países concordam apenas em continuar a conversar.

A China diz-se "cautelosamente otimista".

Através do Twitter, o presidente norte-americano afirma que as conversações foram "francas e construtivas" e que serão "retomadas no futuro". Diz também que a relação que tem com o presidente Xi "mantém-se muito forte" e avisa que as taxas impostas aos produtos chineses vão estar em vigor durante as negociações e podem até nem ser revogadas.

Esta é uma das questões centrais. Em declarações a uma televisão de Hong Kong, o chefe da delegação chinesa defendeu o levantamento imediato das tarifas aduaneiras sobre os produtos chineses, considerando que são estas taxas que estão na origem da guerra comercial.