Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Cancro é uma das principais causas de morte ligadas ao trabalho

Cancro é uma das principais causas de morte ligadas ao trabalho
Tamanho do texto Aa Aa

De acordo com a Agência Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho, as doenças e mortes associadas ao trabalho custam à União Europeia 476 mil milhões de euros por ano, o que representa cerca de 3,3% do PIB da UE. Os custos diretos da exposição a substâncias cancerígenas no trabalho ascendem a 2,4 mil milhões por ano.

Em França, o Centro Internacional de Investigação sobre o Cancro avalia os riscos das substâncias suspeitas de causar cancro. As substâncias são classificadas em quatro grupos em função do nível de risco.

"O grupo 1 integra 120 substâncias ou agentes cancerígenos. Desse total, 70 substâncias estavam ou estão presentes no local de trabalho", declarou Mary Schubauer-Berigan, cientista do Centro Internacional de Investigação sobre o Cancro.

A Agência Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho considera é possível evitar centenas de milhares de mortes, se as empresas respeitarem a legislação.

"A União Europeia fez alterações à diretiva sobre substâncias cancerígenas e mutagénicas. Existem 26 substâncias que causam cancro e fixámos limites de exposição para essas 26 substâncias. Se esses limites forem respeitados podemos evitar a morte de centenas de milhares de pessoas", disse à euronews a diretora da Agência Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho, Christa Sedlatschek.