Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Rússia à procura de soluções para dinamizar economia

Rússia à procura de soluções para dinamizar economia
Tamanho do texto Aa Aa

O desenvolvimento digital faz parte da estratégia do governo russo para dar um impulso à economia. O assunto esteve no centro do debate no Fórum Económico de São Petersburgo, na Rússia. Até 2024, Moscovo quer investir num programa nacional de digitalização. Em declarações à Euronews, Svetlana Balanova, diretora geral da IBS, uma das principais empresas de serviços da Rússia, explica como a mudança pode afectar o mercado. “Na Rússia, depende muito de como o Estado olha para a economia, como é que os altos funcionários do estado olham e o que têm na agenda a cada momento. Por outro lado, é muito importante que a economia d igital não se transforme num setor onde apenas os agentes estatais são tidos em conta, porque no fim de tudo, as tecnologias de informação representam um mercado muito competitivo e a melhor tecnologia vem normalmente do mercado privado, não do Estado," afirma.

PME mais femininas

O mercado das pequenas e médias empresas teve também muita atenção no Fórum. O presidente russo quer que o governo potencie as PME para que passem de 20% para 40% do Produto Interno Bruto. Uma meta que é vista como pouco realista.

Nadya Cherkasova, administradora do Banco Otkritie e uma das mais influentes empresárias na Rússia, pensa que a questão da igualdade de género deveria ser o primeiro desafio a ultrapassar quando se fala em pequenas e médias empresas. Para Cherkasova, é preciso "mudar a estratégia e ajudar as mulheres a desenvolver os negócios. Quando perguntamos às mulheres, elas respondem que o que falta para lançar negócios é conhecimento. Se perguntarmos aos homens, respondem que o que lhes falta é dinheiro"

O Fórum acontece numa altura em que a Economia russa continuam en contração. O Banco Mundial voltou a baixar a previsão para o crescimento do PIB na Rússia em 2019. Uma revisão explicada pela descida da produção de petróleo, o risco de sanções e uma política monetária mais severa.