A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Supremo Tribunal de Espanha agrava pena do grupo "La Manada"

Supremo Tribunal de Espanha agrava pena do grupo "La Manada"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A decisão do Supremo Tribunal de Espanha revoga as decisões de dois tribunais de Navarra, que tinham condenado o grupo apenas por abuso sexual.

Os juízes do Supremo qualificaram o caso como agressão sexual. Aumentaram de nove para quinze anos a pena de prisão considerando que a vítima, na altura com 18 anos, foi intimidada e forçada a manter relações sexuais.

A defesa pedia a absolvição dos cinco condenados, assegurando que “a vítima consentiu os atos que foram julgados”.

A agressão aconteceu durante as festas de São Firmino, em Pamplona, no verão de 2016.

Há mais de um ano que os cinco acusados foram postos em liberdade, à espera desta sentença do Supremo. A decisão foi muito contestada e deu origem a manifestações por todo o pais. Milhares de pessoas protestaram nas ruas.

Para além da pena de prisão, o Supremo impôs uma indemnização de 100 mil euros a pagar à vítima e uma ordem de afastamento de 20 anos.

Segundo informações avançadas pelo jornal “El Pais”, pelo menos dois membros do grupo foram detidos esta sexta-feira.