Última hora
This content is not available in your region

Supremo Tribunal de Espanha agrava pena do grupo "La Manada"

euronews_icons_loading
Supremo Tribunal de Espanha agrava pena do grupo "La Manada"
Tamanho do texto Aa Aa

A decisão do Supremo Tribunal de Espanha revoga as decisões de dois tribunais de Navarra, que tinham condenado o grupo apenas por abuso sexual.

Os juízes do Supremo qualificaram o caso como agressão sexual. Aumentaram de nove para quinze anos a pena de prisão considerando que a vítima, na altura com 18 anos, foi intimidada e forçada a manter relações sexuais.

A defesa pedia a absolvição dos cinco condenados, assegurando que “a vítima consentiu os atos que foram julgados”.

A agressão aconteceu durante as festas de São Firmino, em Pamplona, no verão de 2016.

Há mais de um ano que os cinco acusados foram postos em liberdade, à espera desta sentença do Supremo. A decisão foi muito contestada e deu origem a manifestações por todo o pais. Milhares de pessoas protestaram nas ruas.

Para além da pena de prisão, o Supremo impôs uma indemnização de 100 mil euros a pagar à vítima e uma ordem de afastamento de 20 anos.

Segundo informações avançadas pelo jornal “El Pais”, pelo menos dois membros do grupo foram detidos esta sexta-feira.