Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

O caminho de Kyriakos Mitsotakis

O caminho de Kyriakos Mitsotakis
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Filho do antigo primeiro-ministro Konstantinos Mitsotakis, Kyriakos Mitsotakis nasceu numa das famílias políticas mais poderosas da Grécia.

No currículo inclui a frequência nas prestigiadas universidades norte-americanas de Harvard e Stanford e a passagem por empresas de consultoria e por bancos gregos.

"Kyriakos Mitsotakis, o líder da Nova Democracia, é um político muito experiente e vem de uma família política, o que significa que tem tradição política. As pessoas acreditam que Mitsotakis tem experiência e conhecimento, porque trabalhou em bancos na Grécia e acreditam que pode combinar o seu perfil tecnocrático com a sua experiência e que pode ser um bom primeiro-ministro", refere a analista política Maria Karaklioumi.

A primeira vez que Kyriakos Mitsotakis concorreu a um lugar no parlamento grego foi em 2004, sendo o candidato que obteve o maior número votos no seu círculo eleitoral.

Através da atividade política, foi designado como um expoente moderado do centro liberal.

De 2013 a 2015, foi ministro da Reforma Administrativa e da Governação Eletrónica sob a alçada do Primeiro-Ministro de direita Antonis Samaras.

Supervisionou o despedimento de milhares de funcionários públicos, sendo duramente criticado por parte dos seus opositores políticos.

Após a derrota eleitoral da Nova Democracia, Mitsotakis candidatou-se e foi eleito líder partidário, derrotando Evangelos Meimarakis.

Para o analista político Andreas Drimiotis, "o nome de família é uma desvantagem porque as pessoas pensam que ele foi eleito para presidente da Nova Democracia devido ao apelido Mitsotakis, mas isso não é verdade. Ele, realmente, teve uma campanha muito difícil".

Mitsotakis escolheu uma linha dura contra Alexis Tsipras e parece que valeu a pena pois conseguiu vencer e unir os eleitores do centro-direita e da direita.

O resultado foi uma grande vitória para a Nova Democracia nas Eleições Europeias.

Para Alexis Tsipras, não havia alternativa senão convocar eleições legislativas antecipadas.

"Até às eleições europeias, Kyriakos Mitsotakis era particularmente duro nas críticas ao SYRIZA e a Alexis Tsipras, mas durante a campanha eleitoral nacional, escolheu um perfil mais unificador, para atrair eleitores de todo o espetro político e formar um Governo maioritário, que é o seu principal objetivo", relata a jornalista da euronews Nikoleta Drougka.