A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Ministro israelita da Educação defende "terapia da conversão de gays"

Ministro israelita da Educação defende "terapia da conversão de gays"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O ministro israelita da Educação defendeu a designada "terapia de conversão de homossexuais", numa entrevista ao"Canal 12" da televisão pública. As declarações de Rafi Peretz suscitaram a indignação da oposição de centro-esquerda e dos ativistas dos direitos LGBT.

Peretz contou o alegado caso de uma pessoa a quem tratou, para sustentar a sua teoria de que "é possível" converter uma pessoa homossexual em heterossexual.

Em resposta às críticas, o primeiro-ministro israelita disse que os comentários do seu ministro sobre a comunidade LGBT são "inaceitáveis" e "não representam a posição do Governo que dirige". Benjamin Netanyahu garantiu que o sistema de educação vai continuar a acolher todas as crianças sem qualquer diferença em relação à orientação sexual".

Amir Ohana, o primeiro governante assumidamente gay de Israel, que tem a cargo a pasta da Justiça também reagiu, dizendo que "a orientação sexual não requer tratamento, nem conversão, mas que a ignorância e o preconceito sim

No século passado, a homossexualidade deixou de ser considerada uma patologia pela Organização Mundial de Saúde.