A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Suspeito de ataque a mesquita norueguesa rejeita acusações

Suspeito de ataque a mesquita norueguesa rejeita acusações
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O suspeito do ataque numa mesquita, na Noruega, e do homicídio da meia-irmã rejeita todas as acusações e recusa-se a falar com a polícia. A informação foi avançada, esta segunda-feira, pelo advogado do alegado atirador.

O incidente ocorreu este sábado nos arredores de Oslo. O suspeito, um cidadão norueguês de 21 anos, abriu fogo numa mesquita. Não houve vítimas porque um homem de 65 anos que se encontrava na mesquita conseguiu tirar-lhe a arma das mãos.

A primeira-ministra da Noruega comentou o caso este domingo. "O que aconteceu ontem é algo que não deveria acontecer. A Noruega deveria ser um país seguro. Os locais de culto de qualquer religião deveriam ser seguros. O que me deixa feliz é ver, hoje, noruegueses que defendem os noruegueses de ascendência islâmica", declarou Erna Solberg.

Este domingo, em Oslo, várias pessoas reuniram-se em frente de uma mesquita para mostrar solidariedade para com os muçulmanos.

O suspeito deverá ser acusado de homicídio e de violação das leis antiterroristas e incorre numa pena de 21 anos de prisão.