EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Bundesbank alerta para cenário de recessão na Alemanha

Bundesbank alerta para cenário de recessão na Alemanha
Direitos de autor 
De  Maria Barradas
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O banco central da Alemanha alertou para um possível entrada em recessão da economia do país. Cresce o debate sobre as medidas de apoio à economia.

PUBLICIDADE

Mais do que um receio, o abrandamento da economia alemã leva agora ao alerta de possível recessão.

No último relatório, divulgado esta segunda-feira,  o banco central da Alemanha, o Bundesbank, admite que o Produto Interno Bruto (PIB) alemão pode continuar a cair pelo segundo trimestre consecutivo, o que, tecnicamente, preconiza o cenário de recessão no terceiro trimestre de 2019.

O banco aponta a guerra comercial entre os Estados Unidos e a China, assim como o Brexit, como os fatores que mais têm penalizado a economia alemã, muito dependente das exportações e que tem entre os principais clientes os dois países: Estados Unidos e China.

Os analistas receiam que o abrandamento no setor industrial afete outros setores da economia alemã. O Bundesbank, citado pela Bloomberg, avança que os desenvolvimentos futuros vão depender do tempo que durar este braço-de-ferro e esta dicotomia económica, admitindo que, "como as coisas estão atualmente, não é claro que as exportações e a indústria recuperem o equilíbrio sem que a economia doméstica seja severamente afetada".

Os mercados financeiros temem as consequências de uma recessão no motor da economia europeia.

Para já, a degradação económica está a provocar o debate político em Berlim sobre se a Alemanha deve manter o dogma do equlíbrio orçamental ou se deve dar livre curso à dívida para minimizar os efeitos da conjuntura negativa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Angela Merkel faz 70 anos: qual a popularidade da antiga chanceler?

NATO lança centro de comando da Ucrânia na Alemanha

Alemanha "preocupada" com resultados das eleições francesas apesar da derrota da extrema-direita