Última hora

Kosovo à espera de eleições antecipadas

Kosovo à espera de eleições antecipadas
Direitos de autor
REUTERS/Laura Hasani
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os deputados do Kosovo aprovam, esta quinta-feira, a dissolução do parlamento e a convocação de eleições antecipadas.

A decisão acontece depois da demissão do primeiro-ministro, Ramush Haradinaj.

As sondagens indicam que nenhum partido está perto da maioria e, por isso, são esperadas conversações com vista a uma coligação.

Ardian Airfaj, chefe–adjunto do Gabinete do Presidente, sublinha que não há tempo a perder.

“É muito importante que logo após as eleições, o mais rápido possível, seja formado um governo. Que não demore meses. Temos processos importantes pela frente e um acordo de paz com a Sérvia que trará reconhecimento mútuo e um lugar na ONU para o Kosovo".

O presidente, Hashim Thaci, tem agora um prazo de dez dias para marcar a data das legislativas. Uma das principais tarefas do novo governo será relançar as conversações com a Sérvia - um passo fundamental para os dois países aderirem à União Europeia.

Kadri Veseli, presidente do Parlamento, lembra que a entrada no bloco é uma das grandes prioridades do país.

“A nossa principal prioridade nacional continuará a ser a adesão à União Europeia e uma relação especial com os Estados Unidos. Somos um país ocidental, vamos trabalhar arduamente para transformar a nossa economia e lutar contra a corrupção. O Kosovo vai aderir à União Europeia".

Ramush Haradinaj, líder da Aliança para o Futuro do Kosovo e antigo líder do Exército de Libertação, assumia o cargo de primeiro-ministro desde 2017.

Demitiu-se depois de ser convocado pelo Tribunal Penal Internacional como suspeito de crimes de guerra. Haradinaj nega todos os crimes de que é acusado. O antigo primeiro-ministro já foi julgado e ilibado duas vezes pelo tribunal de Haia.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.