A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Festival de Cinema de El Gouna

Festival de Cinema de El Gouna
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A terceira edição do Festival de Cinema de El Gouna, no Egito, abriu as cortinas com mais de 200 estrelas de cinema e cineastas a passarem pela passadeira vermelha.

No centro das atenções esteve o ator canadiano-egípcio Mena Massoud, mais conhecido por desempenhar o protagonista no recente filme da Disney: Aladino.

"Esse é realmente o objetivo de um festival como este para mostrar ao resto do mundo o quanto talento e o quanto a nossa indústria cinematográfica cresceu e continua a ser uma paisagem internacional. Celebramos os filmes norte-americanos, mas também celebramos os filmes do Norte de África e do Médio Oriente. Espero que festivais como este possam mostrar ao mundo o quanto talento, ambição e execução temos. “

Durante os nove dias do evento, serão exibidos 84 filmes, representando um total de 41 países.

A maioria destes filmes será exibida, pela primeira vez na região do Médio Oriente e Norte de África. Estão previstas 14 estreias mundiais no Festival.

O objetivo é colocar o certame no roteiro internacional da indústria cinematográfica, como sublinha a cofundadora do festival, Bushra Rozza:

"Todos os anos, se apresentarmos algo diferente, acrescentamos alguma coisa que não tínhamos antes. Tentamos convidar filmes diferentes, todos os anos, os mais recentes do mundo. Também temos diferentes convidados para dar masterclasses, palestras, e workshops. Este ano, colaboramos com diferentes organizações internacionais como a UNICEF, por exemplo. Estamos a trabalhar muito, estamos a tentar alcançar o mundo e a tentar colocar-nos, com passos muito sólidos, no mapa".

"Precisamos de festivais como este na região árabe e no Médio Oriente. Porquê? Porque somos a favor da promoção da cultura do cinema de arte. Isso dá, também, esperança. Há muitos jovens a trabalhar neste festival", refere a atriz Dorra Zarrouk.

Esta edição vai, também, homenagear grandes nomes do cinema árabe, incluindo a realizadora e produtora palestiniana Mai Masri, que recebeu na cerimónia de abertura um Prémio Carreira pela dedicação ao cinema, ao longo da vida.

A jornalista da euronews, Daleen Hassan relata que "apesar de ser um dos mais recentes festivais de cinema da região, o Festival de Cinema de El Gouna foi apelidado de Cannes do Médio Oriente. Não só está a trazer talentos emergentes para o centro das atenções, como também está a permitir que os cineastas de Hollywood e locais se unam e partilhem experiências numa altura em que as trocas culturais são necessárias".