Última hora
This content is not available in your region

Papa Francisco pede perdão por ter batido na mão de fiel que o agarrou

euronews_icons_loading
Papa Francisco pede perdão por ter batido na mão de fiel que o agarrou
Direitos de autor  EURONEWS
Tamanho do texto Aa Aa

O líder da Igreja Católica pediu desculpas durante a Homília - cerimónia que antecede a missa - pela reação que teve com uma fiel aquando esta lhe agarrou e puxou a mão, na noite missa da noite passada.

Perante milhares de fiéis, na cerimónia celebrada tracionalmente na Praça de São Marcos, no Vaticano, Francisco pediu desculpa pelo "mau exemplo" e diz ter perdido a paciência.

"Toda a violência infligida às mulheres é como a profanação de Deus"
Papa Francisco
Líder da Igreja Católica

"O amor faz-no ser pacientes e, com frequência, perdemos a paciência. Eu também. E peço desculpas pelo mau exemplo de ontem.", disse Francisco no discurso.

O momento aconteceu quando uma mulher agarrou e puxou a mão de Francisco. A reação foi imediada. O líder da Igreja Católica bateu na mão da fiel para que ela o largasse.

No resto do discurso, o Papa Francisco defendeu a paz, a construção de um mundo melhor, e exigiu o respeito pela dignidade das mulheres, afirmando que a violência que lhes é infligida é "profanação de Deus".

“Toda a violência infligida às mulheres é profanação de Deus, nascido de uma mulher. A salvação chegou à humanidade, a partir do corpo de uma mulher: pelo modo como tratamos o corpo da mulher, vê-se o nosso nível de humanidade”, afirmou o chefe da Igreja católica.

A celebração de 01 de janeiro assinala também o 53.º Dia Mundial da Paz, na Igreja Católica.

Francisco referiu-se ainda a situações de exploração em que "muitas vezes os corpos das mulheres são sacrificados no altar profano da propaganda, do lucro, da pornografia".

O Papa lamentou que enquanto as mulheres são, nas suas palavras, "as fontes da vida", sejam continuamente ofendidas, espancadas, violadas, forçadas à prostituição" ou forçadas a fazer abortos.

O líder dos católicos disse ainda que uma conquista para as mulheres é "uma conquista para toda a humanidade".