Última hora
This content is not available in your region

Irão quer EUA fora da região

Irão quer EUA fora da região
Direitos de autor
.
Tamanho do texto Aa Aa

O Irão quer que os Estados Unidos da América saiam da região do Médio Oriente.

Segundo as autoridades iranianas, o lançamento de mísseis, na madrugada desta quarta-feira, contra as bases aéreas norte-americanas de Al-Asad, na província iraquiana de Anwar e de Erbil, no Curdistão, serviu de retaliação contra os Estados Unidos.

O presidente Donald Trump ordenou, na semana passada, um ataque aéreo em Bagdade, que matou o general Qassem Soleimani, considerado um herói no Irão.

O presidente iraniano, Hassan Rouhani, afirmou que "a verdadeira vingança e a resposta final das nações regionais será quando a América for expulsa da região e a sua mão agressora for cortada para sempre".

Perante uma multidão, o líder supremo iraniano, o aiatola Ali Khamenei, afirmou que o Irão deu, na última noite, uma "bofetada na cara" aos Estados Unidos da América.

A escalada das tensões faz temer um novo conflito na região do golfo Pérsico.

As autoridades de Teerão e de Washington já afirmaram que não querem uma guerra.

O ataque iraniano mereceu a condenação do secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.