Última hora
This content is not available in your region

Eurodeputados britânicos despedem-se de Estrasburgo

euronews_icons_loading
Eurodeputados britânicos despedem-se de Estrasburgo
Direitos de autor  Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Os eurodeputados britânicos a favor do Brexit estão contentes por abandonarem o Parlamento Europeu em Estrasburgo esta semana.

"Uma vez fora daqui, aquele edifício atrás de mim vai tornar-se muito aborrecido. Nós oferecemos aquele elemento excitante e dramático que, francamente, falta na política europeia", afirma Nathan Gill, eurodeputado britânico do Partido do Brexit.

Os escritórios em Estrasburgo dos eurodeputados britânicos estão agora praticamente vazios.

A deslocação mensal ao Parlamento Europeu está a chegar ao fim e isso significa o adeus do Reino Unido.

Mas muitos partem com relutância.

"É o local mais revigorante em que já trabalhei e, sim, os amigos, os colegas, a diversidade de questões de que tratamos aqui, é claro que vou sentir a falta de tudo isto", diz Catherine Bearder, eurodeputada britânico do Grupo Renew Europe.

No dia 31 de janeiro os 73 eurodeputados britânicos regressam a casa, no mesmo dia em que o Reino Unido deixa a União Europeia.

Os assentos serão distribuídos pelos outros países europeus.

A despedida é também uma oportunidade para refletir.

"Espero que as minhas contribuições sejam vistas por aquilo que são e que são de um europeu a defender os interesses da Europa", defende Seb Dance, eurodeputado trabalhista britânico.

Durante esta semana, eurodeputados de todos os quadrantes políticos têm apelado à União Europeia para aprender com as lições da partida do Reino Unido.

Já corre uma iniciativa no sentido de reformar a forma como o Parlamento funciona e abrir espaço a debates mais abrangentes.