Última hora
This content is not available in your region

Morre uma das figuras dos emblemáticos Monty Python

euronews_icons_loading
Morre uma das figuras dos emblemáticos Monty Python
Direitos de autor  AP
Tamanho do texto Aa Aa

Morreu, aos 77 anos, Terry Jones. O ator, encenador e realizador britânico, cofundador do coletivo de humor Monty Python, faleceu na terça-feira, em Londres.

O humorista, explica a família em comunicado, sofria de demência desde 2015 e lidou sempre com a doença "de forma, extremamente, corajosa e sempre com sentido de humor".

Foi, de facto, Monty Python, criado em 1969, que deu a conhecer este perito em História Medieval que dirigiu filmes como "A vida de Brian" e correalizou, com Terry Gilliam, "Monty Python e o cálice sagrado", em 1975, e "O sentido da vida", em 1983.

Como realizador assinou outros filmes entre eles uma adaptação de "O vento nos salgueiros", de Kennethn Grahame, em 1996, e "Uma comédia intergalática", em 2015. Apresentou documentários na televisão, publicou livros infantojuvenis, entre outras coisas.

Terry Jones trabalhou, pela primeira vez, para um organismo português, o Teatro São Luiz, em Lisboa, em 2006. O sucesso do espetáculo "Contos Fantásticos" levou ao regresso à capital portuguesa e à mesma casa de espetáculos, em 2008, com o musical "Evil Machines", que escreveu em parceria com Anna Söderström. Um espetáculo com música original do compositor português Luís Tinoco com quem Jones tinha já trabalhado, em 2006.

Com uma carreira de 60 anos, Terry Jones estava fora de cena desde 2014.