Última hora
This content is not available in your region

Ator Mark Ruffalo falou de poluição aos eurodeputados

euronews_icons_loading
Ator Mark Ruffalo falou de poluição aos eurodeputados
Direitos de autor
يورونيوز
Tamanho do texto Aa Aa

"Dark Waters", que em português foi traduzido por "Verdade Envenenada", é um filme baseado em factos reais sobre o advogado norte-americano Robert Bilott, que enfrenta a empresa química DuPont num caso de poluição ambiental.

O protagonista Mark Ruffalo esteve no Parlamento Europeu, em Bruxelas, para recomendar maior debate público sobre os riscos dos produtos químicos.

"A principal reação das pessoas que viram o filme foi perguntar o que podem fazer, como podem ajudar a mudar a situação. Dizem que não sabiam nada sobre este assunto", explicou Mark Ruffalo numa sessão que também contou com ativistas pela defesa do ambiente.

O filma chama a atenção para o facto de haver milhares de produtos químicos em produtos e serviços usados quotidianamente e que podem ser prejudiciais para a saúde.

O advogado retratado no filme, Robert Bilott, deu alguns exemplos: "Estão a ser detetados produtos químicos em amostras de água potável um pouco por todo o mundo e em amostras de sangue. Este é um dos pouco lugares no mundo (Parlamento Europeu) em que há pessoas que compreendem a gravidade do problema, a sua extensão e estão, de facto, a agir para resolver o problema destes químicos de forma abrangente".

Milhões de euros em custos para saúde pública

A presidente do Gabinete Europeu do Ambiente (plataforma de organizações não-governamentais), Johanna Sandahl, nota uma evolução positiva por parte dos legisladores: "Esta é uma questão cada vez mais politizada porque aumentam as evidências de que há um grande número de produtos químicos que podem ter sérios impactos negativos para a saúde".

"Já é observável as consequências financeiras no setor da saúde pública, na Europa, com custos estimados em milhares de milhões de euros por ano. O tema atrai cada vez mais atenção, também graças a este filme, já que as pessoas se apercebem de que é preciso agir imediatamente", acrescentou.

O comissário europeu para o Ambiente, Virginijus Sinkevičius, assegura que esta é uma prioridade: "Penso que que temos que trabalhar na raíz do problema porque os produtos químicos são algo que nos rodeia por todos os lados".

"Há diferentes substâncias e o nosso trabalho passa por implementar a legislação. Num segundo momento, temos de fazer monitorização sobre todas as nova substâncias e, finalmente, proteger os cidadãos de eventuais exposições perigosas", acrescentou.

Mark Ruffalo pediu aos eurodeputados que não percam o tema de vista e ofereceu ajuda aos ativistas como ele.

"Percebi que há algumas organizações não-governamentais ambientalistas que poderão vir a avançar com uma petição que necessita de um milhão de assinaturas. Eu disponibilizo a minha plataforma de dez milhões de apoiantes para ajudar nesse esforço", disse o ator, que recebeu um forte aplauso.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.