Última hora
This content is not available in your region

Candidatos democratas contra Michael Bloomberg

euronews_icons_loading
Candidatos democratas contra Michael Bloomberg
Direitos de autor  AP Photo/Matt York   -   Matt York
Tamanho do texto Aa Aa

Michael Bloomberg foi o alvo, no debate da noite de quarta-feira, dos candidatos às eleições primárias do Partido Democrata nos Estados Unidos da América.

O antigo presidente da Câmara Municipal de Nova Iorque só entra na corrida na Super Terça-Feira, no dia três de março.

Elizabeth Warren liderou o ataque, colocando sobre a mesa alguns comentários depreciativos que, alegadamente, o antigo autarca de Nova Iorque teria feito sobre mulheres e acordos privados que terá feito para resolver casos de assédio sexual e processos hostis em locais de trabalho.

"Não vamos vencer Donald Trump com um homem que tem, não se sabe quantos acordos de confidencialidade, e sobre o qual vão saindo, a conta-gotas, histórias de mulheres que dizem ter sido assediadas e discriminadas. Não é isso que nós fazemos enquanto democratas".

Já Joe Biden criticou as posições contrárias do magnata ao sistema de saúde promovido por Barack Obama e a política de detenções e ações arbitrárias ("stop-and-frisk") que afetou bastante as comunidades negras e latinas na cidade de Nova Iorque.

"Ele parou e revistou, encostando cerca de 5 milhões de jovens negros contra uma parede, e quando durante a nossa administração do presidente Obama dissemos, vamos enviar um moderador, um mediador, para parar isso, ele disse que era desnecessário".

"Temos uma distribuição grotesca e imoral de riqueza e de rendimentos. Mike Bloomberg possui mais riqueza do que cento e vinte e cinco milhões de americanos. Isso está errado, isso é imoral", sublinhou o senador Bernie Sanders.

Em sua defesa, Michael Bloomberg pediu desculpa pela sua política policial em Nova Iorque, dizendo que não sabia o quão prejudicial poderia ser para a comunidade negra, no entanto, repudiou o ataque à sua riqueza pessoal.

"Não posso falar por todos os bilionários, só sei que, tive muita sorte, ganhei muito dinheiro e estou a dá-lo todo para tornar este país melhor. Grande parte vai, também, para o Partido Democrata. Não consigo pensar numa maneira melhor de facilitar a reeleição de Donald Trump do que ouvir esta conversa. Isto é ridículo".

O primeiro frente-a-frente democrata realizou-se em Las Vegas, no Nevada. O estado vota nas eleições primárias este sábado.

Michael Bloomberg é o nono homem mais rico do mundo com uma fortuna avaliada em cerca de 56 mil milhões de euros.