Última hora
This content is not available in your region

Coronavíruas impacta a indústria da moda

euronews_icons_loading
Coronavíruas impacta a indústria da moda
Direitos de autor  euronews
Tamanho do texto Aa Aa

O surto de coronavírus afastou pelo menos 1.000 compradores de moda chineses dos principais desfiles de moda e alta-costura da Europa que se realizaram este mês.

Na abertura da semana da Moda de Milão, na terça-feira à noite, desfile do estilista chinês Han Wen, que está baseado em Nova Iorque, foi dedicado à China, sob o lema: "China, We Are With You" - China, Estamos Contigo.

De acordo com o grupo financeiro Jefferies, os consumidores chineses foram responsáveis por cerca de 40% dos 281 mil milhões de euros gastos em bens de luxo em todo o mundo no ano passado.

A China é importante para as indústrias globais de luxo e moda não só como um motor de vendas mas também como um dos principais núcleos de produção.

Com os clientes ausentes, valemas tecnologias. A marca Gucci transmitiu ao vivo o desfile da sua coleção feminina de outono/inverno, em Milão, utilizando a Weibo, uma das maiores plataformas digitais da China.