Última hora
This content is not available in your region

Bolsas seguem 'nervosas' com surto do coronavírus

euronews_icons_loading
Bolsas seguem 'nervosas' com surto do coronavírus
Direitos de autor  screenshot via afp
Tamanho do texto Aa Aa

As principais bolsas europeias voltaram hoje a demonstrar o seu 'nervosismo' face ao surto do coronavírus. Depois das quedas acentuadas de segunda-feira, novas descidas nesta terça-feira.

Em Paris, o índice CAC40 caiu 1,94%, o DAX de Frankfurt baixou 1,88 e nem o PSI20 da Bolsa de Lisboa escapou à toada geral a nível europeu, ao perder 2,28%.

O impacto económico do novo vírus começa a ser assumido a nível político. Foi o caso do ministro francês da economia e das finanças, Bruno Le Maire, que admitiu efeitos negativos sobre o crescimento económico internacional.

"O coronavírus está a afetar os mercados bolsistas internacionais. A nossa estimativa é de que o coronavírus vai ter um impacto no crescimento mundial e no crescimento europeu. A epidemia de covid-19 veio mudar a realidade a nível global", afirmou.

Um dos setores que mais está a sofrer com a expansão internacional do surto é o mercado dos bens de luxo. De acordo com um estudo realizado pela associação de empresas de luxo italianas, em conjunto com a Boston Consulting Group, o setor pode perder entre 30 a 40 mil milhões de euros em 2020.

A pesar nos números estão o elevado número de lojas fechadas na China, bem como as restrições na circulação de turistas. O receio também se faz já sentir nos Estados Unidos da América, onde Wall Street viveu na segunda-feira o pior dia dos últimos dois anos. Um cenário de queda na bolsa norte-americana que continuou esta terça-feira com novas perdas.