Última hora
This content is not available in your region

Países europeus tomam mais medidas para combater o Covid-19

euronews_icons_loading
Países europeus tomam mais medidas para combater o Covid-19
Direitos de autor  AP
Tamanho do texto Aa Aa

O número de casos de novo coronavírus na Europa não pára de aumentar e os países continuam a tomar medidas para evitar uma maior propagação.

Em três regiões italianas, as escolas vão continuar encerrradas durante mais sete dias. Mas o primeiro-ministro de Itália lembrou que há outras escolas que vão reabrir.

Em França, o Governo anunciou o cancelamento da meia-maratona de Paris e do último dia do Salão da Agricultura.

"Ainda com o objetivo de limitar a disseminação do vírus através da mistura de populações, o governo decidiu adotar uma política de prevenção mais rígida em relação às concentrações. Em Oise e em La Balme, na Alta Sabóia, todas as reuniões serão proibidas até nova ordem. No resto do território nacional, todas as concentrações de mais de 5 000 pessoas em espaços fechados serão canceladas", anunciou o ministro francês da Saúde, Olivier Véran.

Na Alemanha, há cada vez mais escolas e jardins de infância fechados. Quatro crianças contraíram o novo coronavírus num jardim de infância em Heinsberg.

Em Nicósia, no Chipre, houve confrontos por causa do encerramento de metade dos postos fronteiriços da ilha dividida. O ministro da Saúde justificou o fecho durante sete dias com a necessidade de um controlo mais eficaz dos pontos de entrada, de forma a prevenir um surto do novo coronavírus.

No Irão, as autoridades confirmam 43 mortes causadas pelo Covid-19, mas a imprensa iraniana diz que o número é muito superior.