Última hora
This content is not available in your region

Pandemia tem efeito "catastrófico" no mercado de trabalho

Pandemia tem efeito "catastrófico" no mercado de trabalho
Direitos de autor  Anjum Naveed/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

A crise do coronavírus está a ter um efeito devastador na economia mundial, com milhões de trabalhadores em risco de perder o emprego ou de terem cortes nos salários. Segundo a Organização Internacional do Trabalho, as consequências da pandemia vão ser ainda mais prejudiciais para o mercado de trabalho do que a crise económica vivida há uma década.

Em 2008/2009, perdemos cerca de 22 milhões de empregos em todo o mundo. A previsão para os próximos três meses, para o segundo trimestre do ano, é que vamos perder o equivalente a 195 milhões de empregos em todo o mundo.
Guy Ryder
Diretor Geral Organização Internacional do Trabalho

As medidas restritivas estão a afetar quase 2,7 mil milhões de trabalhadores - o que representa aproximadamente 81% da força de trabalho mundial.

Vemos que cada país europeu está a fazer o seu trabalho e vemos algumas iniciativas interessantes. Mas até agora - e considero que a maioria dos líderes europeus concordaria com isto - assim como em relação a outras questões que tivemos de lidar nos últimos meses - a Europa está ter dificuldades em unir-se em torno de uma estratégia única.
Guy Ryder
Diretor Geral da Organização Internacional do Trabalho

Vários governos já anunciaram significativos pacotes de estímulo, mas a Organização Internacional do Trabalho pede aos países que continuem a tomar medidas para apoiar as e economias e para manter os postos de trabalho.

Os trabalhadores mais vulneráveis encontram-se nos setores da hotelaria, restauração ou comércio. - que assistiram a quedas "drásticas" na procura e na produção. Apesar da crise, a Organização Internacional do Trabalho apela à coordenação internacional.