EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Quase 40% das mortes em Portugal por Covid-19 aconteceram em lares

Quase 40% das mortes em Portugal por Covid-19 aconteceram em lares
Direitos de autor AP
Direitos de autor AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Instituições da região norte do país são as mais afetadas

PUBLICIDADE

Em Portugal já morreram 820 pessoas por causa da Covid-19. Segundo os dados revelados esta quinta-feira pela Direção-Geral da Saúde, em 24 horas foram registadas 35 mortes e 371 novos casos.

No total, há 22.353 casos de infeção confirmados em Portugal.

Na habitual conferência de imprensa sobre a pandemia em Portugal, a diretora-geral da Saúde referiu que “o planalto apresenta uma tendência decrescente, mas ainda é cedo para conclusões.

Sobre as mortes em lares, que correspondem a quase metade dos óbitos por Covid-19 na Europa, Graça Freitas revelou que foram registadas 327 mortes, sublinhando que "viver num lar não é uma fatalidade e que a maior parte das pessoas que adoeceu em lares está recuperada".

Na próxima semana, responsáveis políticos, parceiros sociais e especialistas na área da saúde vão avaliar a situação do país. O Conselho de Ministros irá depois definir as orientações para o fim gradual do confinamento marcado para dia 2 de maio.

Esta quinta-feira, o presidente da Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública defendeu que o estado de emergência não deve ser levantado no início de maio se o cenário da epidemia continuar sem grandes alterações.

Para Ricardo Mexia, se a situação atual continuar, ainda não chegou o momento de levantar as restrições porque ainda não foi registado um verdadeiro decréscimo do número de casos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

População da China diminui pelo segundo ano consecutivo

Rishi Sunak pede desculpa aos familiares das vítimas da Covid-19

Rei da Suécia entrega os Prémios Nobel de 2023