EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Venda de bicicletas dispara na Europa

Venda de bicicletas dispara na Europa
Direitos de autor AP
Direitos de autor AP
De  Teresa Bizarro
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Autoridades incentivam a compra e utilização das duas rodas no regresso ao trabalho, depois do confinamento ditado pela pandemia de Covid-19

PUBLICIDADE

A procura de informação sobre bicicletas disparou durante o período de confinamento em toda a Europa. Nalguns países, essa tendência já se traduziu num aumento das vendas. Muitos europeus preferem deslocar-se de bicicleta em vez de usar os transportes públicos. E alguns governos promovem a prática.

Em França, o executivo criou um fundo que prevê um subsídio de 50 euros para reparar bicicletas antigas e um financiamento até 500 euros para a compra de bicicletas elétricas novas.

Jean-Christophe Wintz, gerente de uma loja francesa, conta que as vendas duplicaram face ao mesmo período do ano passado. A procura é sobretudo de material de gama baixa, diferente do que costumavama vender a clientes mais sofisticados.

No Reino Unido, as autoridades estão a criar novas ciclovias e a autorizar a circulação das duas rodas nos corredores de transportes públicos para acomodar os novos ciclistas.

Nas contas da Associação britânica de retalhistas, gastaram-se mais de 67 milhões de euros em bicicletas no último mês - um novo pico de consumo.

Para Lincoln Romain, diretor de uma oficina britânica, os clientes são mais e muito diversos: ciclistas habituados à estrada, novos ciclistas e pessoas que trazem a bicicleta que estava há muito tempo arrumada na garagem.

A região da Lombardia, no norte de Itália, foi uma das mais afetadas pela pandemia de Covid-19. Ali foi criado o programa "Estrada aberta" com novas pistas para ciclistas e caminhantes.

Na capital italiana, as autoridades foram mais longe e criaram 150 quilómetros de ciclovias. Uma decisão que deixa os adeptos das duas rodas satisfeitos. Enzina Fasano, presidente da Associação Salvem os Ciclistas, diz que é a concretização de uma reivindicação de há muitos anos.

À semelhança de Roma, outras cidades como Lisboa lançaram programas de incentivo aos ciclistas. Portugal tem também em vigor um programa de apoio à compra de bicicletas elétricas, promovido pelo Ministério do Ambiente.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Volta a Itália em bicicleta revela novo ponto de partida

Região de Bruxelas aposta em ciclovias nas auto-estradas

Centenas de carros presos na estrada após nevão na Suécia