Última hora
This content is not available in your region

O mistério da morte de elefantes no Botsuana

euronews_icons_loading
Botsuana
Botsuana   -   Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Misteriosamente, pelo menos 275 elefantes mortos no famoso Delta do Okavango, no Botsuana. Um cenário desolador e inexplicável para o organismo estatal que se ocupa da vida selvagem no país até porque têm indicação de que o número é mais elevado.

Para já foram recolhidas amostras enviadas para serem analisadas noutros países e aguardam-se os resultados.

O veterinário do departamento de vida selvagem e parques nacionais do Botsuana, Mmadi Reuben, explica que, para já, não pensam tratar-se de caça furtiva já que todas as carcaças identificadas têm as presas, o que sugere que a morte não ocorreu por causa do marfim.

As primeiras mortes ocorreram em maio. Doze carcaças encontradas numa semana, no noroeste do país. Elefantes de várias idades e sexos que, de acordo com o biólogo do referido organismo, Keith Lindsay pareciam ter caído mortos enquanto caminhavam.

Uma situação que é, para já, alarmante mesmo num país que tem uma sobrepopulação de elefantes. Em fevereiro, o país realizou o primeiro grande leilão de cotas de caça. Mas a temporada acabou suspensa devido à pandemia de Covid-19.