Última hora
This content is not available in your region

Banksy no metro de Londres

euronews_icons_loading
Banksy no metro de Londres
Tamanho do texto Aa Aa

Banksy voltou a deixar um alerta sobre a pandemia e, desta vez, a tela foi o metro de Londres.

Esta terça-feira, o artista britânico divulgou um vídeo nas redes sociais onde aparece a entrar numa carruagem vestido como um técnico de limpeza.

Depois, e perante o olhar confuso de um passageiro, desenha um mural com vários ratos a interagir com equipamentos de proteção.

Durante a gravação pode ver-se o artista a escrever o seu nome com grandes letras verdes sobre a porta que separa a carruagem da cabine do condutor e como abandona o local cruzando-se com vários passageiros.

No final do vídeo, as portas do comboio abrem-se e na parede da estação lê-se "I get lockdown" (bloquearam-me), um ‘slogan’ que se completa com “but I get up again” (mas ergo-me novamente) quando se fecham de novo. Ao mesmo tempo, ouve-se a música Tubthumping, da banda britânica Chumbawamba, a partir da qual se fez este jogo de palavras.

A maior parte das obras de Banksy acabam por ser danificadas ou roubadas mas, desta vez, foi apagada por causa da política anti-graffiti do local

A empresa que gere o Metro de Londres diz agora que o artista “está convidado a pintar o mural, mas num lugar apropriado”.