Última hora
This content is not available in your region

Pandemia expõe fosso digital

euronews_icons_loading
Pandemia expõe fosso digital
Direitos de autor  euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Metade da população do planeta ainda não tem acesso à internet. Grande parte da África, por exemplo, luta por uma boa rede de comunicações e pela literacia digital. Uma realidade exposta pela pandemia do novo coronavírus, que obrigou ao encerramento de escolas, deixando alguns alunos sem alternativas de aprendizagem.

Euronews
DigiTruck da Huwaei no QuéniaEuronews

Os DigiTrucks, camiões móveis equipados com alta tecnologia, estão a ajudar a melhorar essa realidade. Lá dentro, estudantes e empreendedores aprendem a usar computadores e a ligar-se ao mundo digital.

Martin Mugambi, coordenador de formação na organização Computers for School Kenya, diz que “durante esta pandemia, a maioria dos jovens conseguiu aplicar os conhecimentos para prosseguir os estudos. O mesmo para os jovens empreendedores, o que aprenderam permitiu-lhes manter os negócios em funcionamento.”

O primeiro contacto com um computador

Carolyn Mbeneka Onesmus, de 20 anos, tem aproveitado o DigiTruck. Vive na cidade de Mlolongo, perto de Nairobi, com a mãe, o pai e a irmã. Acrescentou agora competências digitais à formação superior de cabeleireira e esteticista. “Antes da chegada do DigiTruck , não sabia como usar computadores. Foi a primeira vez que me ensinaram a usá-los e isso impactou-me muito. Agora, as coisas fazem-se com tecnologia, nada como antes. E tudo se tornou mais fácil,” revela.

Por enquanto, Carolyn só tem um telemóvel, mas já existem projetos especiais de empréstimos para ajudar os quenianos a comprar computadores.

O DigiTruck faz parte da iniciativa Tech4All da Huawei. Também liga crianças em idade escolar na África do Sul e permitiu o ensino à distância no Senegal durante a pandemia.

Ken Hu, vice-presidente da Huawei, revelou recentemente num webinar que “o objetivo desta iniciativa é garantir que todas as pessoas beneficiam da tecnologia digital". "Queremos ajudar a disponibilizar educação de qualidade em qualquer lugar, a qualquer hora e para todos,” afirma.

A empresa Close the Gap, com sede na Bélgica, também ajuda a levar tecnologia às comunidades carenciadas. Recicla computadores, tablets e telemóveis, dando-lhes uma nova vida.

Euronews
Interior de um SmartBusEuronews

Para, Olivier Vanden Eynde, o CEO da empresa belga, “a COVID-19 realmente criou um tipo de pobreza digital que veio à tona agora, em todas as sociedades. Há novas oportunidades a aparecer para que todos se unam e transformem o novo normal um período próspero para os que foram deixados para trás.”

Na Europa, 14% das famílias não tem acesso à Internet e 22% não têm computador, o que limita ações como o ensino à distância. Em Espanha, o SmartBus, um autocarro especial, tem ajudado crianças a aceder ao mundo digital.

María Luisa Melo, diretora de Comunicação e Relações Públicas da Huawei em Espanha diz que "o SmartBus é um projeto pioneiro" desenvolvido "em Espanha e que foi exportado para outros países europeus, como Portugal, Bélgica e Luxemburgo.”