Manifestação contra Charlie Hebdo em Istambul

Manifestação contra Charlie Hebdo em Istambul
Direitos de autor euronews
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Protesto contestava republicação de caricaturas do profeta Maomé, por ocasião da abertura do processo dos atentados de janeiro de 2015 em Paris

PUBLICIDADE

Cerca de 200 pessoas manifestaram-se no centro deIstambul contra a nova publicação das caricaturas de Maomé no jornal satírico francês Charlie Hebdo.

Na praça Beyazit, no lado europeu da capital financeira da Turquia, os manifestantes exibiam cartazes onde ameaçavam o jornal e o presidente francês Emmanuel Macron de "dever pagar um preço elevado".

Nureddin Sirin, editor-chefe da Kudus TV: "O Charlie Hebdo é um veículo, é parte de um projeto mais largo com os Estados Unidos, Israel, o Reino Unido, França e alguns regimes árabes que, juntos, conduzem ataques contra o mundo islâmico, nas esferas militar, económica, política, diplomática, cultural, psicológica e mediática."

O jornal satírico francês republicou as caricaturas por ocasião da abertura do processo dos atentados de janeiro de 2015 em Paris, que visaram nomeadamente a sede do Charlie Hebdo e resultaram na morte de 17 pessoas. No banco dos réus, sentam-se 14 pessoas, acusadas de apoio logístico aos "jihadistas" que perpetraram os ataques.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Penas pesadas pedidas pelos atentados de janeiro 2015

França cria hospital de campanha na Turquia para vítimas dos sismos

Governo francês declara guerra ao bullying