Última hora
This content is not available in your region

Pompeo visita Vaticano

euronews_icons_loading
Pompeo visita Vaticano
Direitos de autor  Andrew Medichini/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

O objetivo inicial de Mike Pompeo era visitar o Papa Francisco. Mas o Vaticano afastou essa hipótese, relembrando que a Santa Sé não concede audiências papais em período de campanha eleitoral, como a que se vive nos Estados Unidos.

Ainda assim, o secretário de Estado americano esteve 45 minutos no Palácio Apostólico, tendo reunido com o homólogo, Cardeal Pietro Parolin, e o Arcebispo Paul Gallagher, responsável diplomático.

E o tema que dominou o encontro foi, ao que tudo indica, a China. Pompeo tem apelado ao Vaticano para tomar posição contra a repressão de minorias étnicas e religiosas naquele país. Isto numa altura em que a Santa Sé está em diálogo com Pequim para prolongar o acordo de nomeação de bispos em território chinês.

"A China é uma questão espinhosa. O Vaticano garante que todos os contactos com Pequim têm decorrido com respeito mútuo. A Itália é um dos países que tem sido apanhado no fogo cruzado entre Estados Unidos e China, nomeadamente no setor das tecnologias 5G e no potencial destas para o desenvolvimento económico", salienta Giorgia Orlandi, jornalista da Euronews.